Blog Saúde

Saiba quais são os tipos de AVC

03/04/2019

O acidente vascular cerebral (AVC), também conhecido como derrame, é causado pelo entupimento ou rompimento dos vasos que são responsáveis por conduzir o sangue até o cérebro. Existem dois tipos de AVC e eles ocorrem por motivos diferentes. Veja quais são:

 

AVC isquêmico

O acidente vascular cerebral isquêmico é o mais comum, e representa 85% de todos os casos. Ele ocorre devido a obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria do cérebro, e pode ser provocado por:

  • Coágulos de sangue formados na artéria principal e que seguem em direção ao cérebro;
  • Embolia cerebral, ou seja quando há um bloqueio causado pelo êmbolo (coágulo ou bolha de ar) que se forma no vaso sanguíneo, ou em qualquer parte do corpo e é levado pela corrente sanguínea até o cérebro.

AVC hemorrágico

O acidente vascular cerebral hemorrágico ocorre quando um vaso sanguíneo arrebenta e provoca hemorragia dentro do tecido cerebral, ou na superfície localizada entre o cérebro e a meninge. Esse tipo pode causar a morte com mais frequência.

Ele ocorre principalmente pela falta de controle da pressão arterial, e pela ruptura de um aneurisma. Mas, também pode ser provocado por fatores como:

  • Arritmia cardíaca;
  • Inflamação dos vasos sanguíneos também provocadas por infecções
  • Distúrbios na coagulação do sangue;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Infarto do miocárdio.

Sintomas

Em ambos os tipos citados acima, o paciente pode sentir:

  • Diminuição ou perda súbita de força, na face, braços, pernas e até mesmo de um lado inteiro do corpo;
  • Alteração repentina de sensibilidade e sensação de formigamento na face, braço, perna de apenas um dos lados do corpo;
  • Perda súbita da visão em um dos olhos ou nos dois;
  • Alteração na fala acompanhada de dificuldades para articular, expressar ou para compreender a fala de alguém;
  • Dor de cabeça súbita e intensa sem qualquer causa aparente;
  • Vertigem, instabilidade e desequilíbrio acompanhados de náuseas e vômitos.

Caso você perceba qualquer um dos sintomas apresentados acima, procure imediatamente um pronto socorro. Quanto mais rápido o paciente for atendido, menores serão as sequelas.