Blog Saúde

Hospital Encore na vanguarda dos Implantes Percutâneos de Bioprótese Valvar Aórtica (TAVI)

26/12/2018

Com o aumento da expectativa de vida da população, tornaram-se mais comuns as doenças próprias da faixa etária dos idosos

Dentre essas, merece destaque a estenose valvar aórtica calcificada degenerativa, que acomete de 3-5% dos idosos acima de 75 anos. Trata-se da valvopatia mais frequente entre os idosos e, na forma grave, associada a comorbidades, apresenta alta letalidade. Estima-se que os pacientes acometidos por estenose aórtica que apresentem insuficiência cardíaca, síncope e angina pectoris tenham expectativa de vida menor que dois anos. O tratamento-padrão para essa doença é a cirurgia para substituição da valva aórtica por uma prótese. Entretanto, nos pacientes mais idosos e com comorbidades, devido ao alto risco cirúrgico, aproximadamente 1/3 tem contraindicação para essa cirurgia. Para esses pacientes, a técnica menos invasiva que consiste no implante por cateter de prótese aórtica (TAVI) é o tratamento de eleição.

A Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI) divulgou, em novembro de 2018, o boletim do Registro Brasileiro para Avaliação dos Resultados do implante por Cateter de Bioprótese Aórtica (RIBAC NT) e o Hospital Encore figurou entre os 20 maiores centros de realização de TAVI no Brasil. Considerando apenas o estado de Goiás, o Hospital Encore tem 90% mais procedimentos de TAVI registrados do que o segundo serviço de cardiologia do estado, o que comprova nossa capacidade técnica como o centro de maior expertise para realização desse procedimento complexo. O nosso Heart Team está se atualizando constantemente para que continuemos a ser a referência para tal procedimento em todo o Centro-Oeste do país.