Blog Saúde

Como distinguir um Ataque de Pânico de um Ataque do Coração? 


06/09/2018 - 10:36

Várias pessoas que sofrem de transtorno de pânico são atendidas em prontos-socorros com forte suspeita de estarem tendo um infarto.

A psicóloga Bruna Domingos, traz alguns esclarecimentos que podem evitar situações estressantes tanto para os familiares quanto para o paciente, que pode sim, estar correndo risco de vida.

 

Informações que devem ser consideradas:
  •  Se o paciente acabou de passar por algum fato estressante em sua vida, devemos desconfiar de um ataque de pânico.
  • Caso os sintomas melhorem com calmante/relaxante muscular ou se a crise durar no máximo 40 minutos, isso sugere um ataque de pânico.
  • Investigar o histórico do paciente: Se já tem problemas de saúde ou parentes de primeiro grau que tiveram morte súbita, arritmias e pressão alta.
  • Pessoas que não estão com exames de rotina em dia. Estilo de vida sedentário, estressante, maus hábitos alimentares, sobrepeso; são fortes “candidatos” a apresentarem problemas de coração (descartando o ataque de pânico).
  • Se o paciente for usuário de drogas que podem provocar ataques de pânico durante ou logo após o uso.

 

Por isso a importância de estar com o check-up em dia para excluir qualquer problema cardíaco! Quando diagnosticados por um profissional da saúde habilitado, os transtornos de pânico, devem ser tratados com medicação. Principalmente para alívio dos sintomas que acarretam tantos prejuízos a vida do indivíduo.

 

O Papel da PSICOTERAPIA

Bruna Domingos, psicóloga clínica  – CRP 09/4149

A  PSICOTERAPIA  entra como um grande aliado no tratamento dos transtornos ansiosos. A terapia identifica pensamentos distorcidos que levam aos sintomas, já que o um indivíduo com pânico não está diante de uma ameaça, mas seu sofrimento existe e é muito expressivo!

Desse modo, utilizamos técnicas de relaxamento que ajudam o paciente a controlar os sintomas da doença. Exemplo: sensação de falta de ar, taquicardia, tremores, entre outros, provindos dessas sensações de que alguma catástrofe vai acontecer!

A psicoterapia não traz a cura da doença, mas ajuda o paciente a resgatar a alegria e a sensação de bem-estar. Para isso, conte com o Encore para buscar não somente o alívio dos sintomas, mas também para ir ao encontro de sua paz interna, sua plenitude!